• Prêmio de boias práticas 2017
  • Banner Recadastramento do Servidor

Notícias

01/12/2015 18:00

Centrais Sindicais assinam Pacto de Enfrentamento à Violência contra a Mulher

Será assinado na próxima quinta-feira (03), um Pacto de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, entre a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) e as Centrais Sindicais: Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); Central Única dos Trabalhadores (CUT); Força Sindical Bahia; União Geral dos Trabalhadores (UGT); e Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST). O evento acontecerá a partir das 9h, no Palácio do Rio Branco, em Salvador.

O objetivo do documento é que seja realizada uma convergência de esforços entre a SPM-BA e as organizações sindicais, com a finalidade de implementar ações de enfrentamento às múltiplas formas de violência contra as mulheres no estado da Bahia.

Na ocasião, estará presente o pesquisador Julio Jacobo Waiselfisz, que apresentará o “Mapa da Violência 2015 - Homicídios de Mulheres no Brasil”, divulgado em novembro deste ano. O documento é de sua autoria, e foi elaborado em conjunto com a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), com apoio do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, da Organização Pan-Americana da Saúde, do Escritório Regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde, e do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

O evento faz parte da programação de atividades da Campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia.

A campanha

Iniciada no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e com fim no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, a campanha é uma mobilização mundial, que acontece anualmente. O Poder Público e diversos atores da sociedade civil atuam de forma engajada durante o período, lutando pelo enfrentamento à violência contra as mulheres.

A primeira edição aconteceu em 1991. Atualmente, mais de 160 países participam do movimento, que tem como objetivo apresentar dados, debater o assunto e lutar pelo fim da violência sofrida por mulheres de todo o mundo.

Na Bahia, a campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres começou no dia 20 de novembro, já que no Brasil, o início é antecipado para o Dia Nacional da Consciência Negra, para enfatizar a dupla discriminação sofrida pela mulher negra.

Uma série de atividades está sendo realizada para fortalecer a campanha na Bahia. A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) está realizando ações de diversas vertentes e com diversos públicos no intuito de combater a violência contra as mulheres das mais variadas formas.

Ascom SPM-BA
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.