• Prêmio de boias práticas 2017
  • Banner Recadastramento do Servidor

Notícias

16/08/2016 14:00

Saubara ganha unidade para beneficiamento de mariscos

Fonte: Secom Bahia

Mais de 300 mulheres que têm a mariscagem como principal atividade econômica serão beneficiadas com a inauguração, nesta quarta-feira (17), da primeira unidade de beneficiamento de mariscos do distrito de Bom Jesus dos Pobres, em Saubara, município da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

O equipamento comunitário pretende diminuir a incidência da atuação do atravessador, principalmente nas baixas estações, e garantir melhores condições de trabalho às mulheres da localidade. Foram investidos na unidade quase R$ 90 mil, apoio financeiro de caráter não-reembolsável.

A construção do empreendimento social e a aquisição de equipamentos de proteção individual e liberação de capital de giro resultado do convênio entre a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre) e a Associação de Marisqueiras e Pescadores de Bom Jesus dos Pobres (Amapeb). A entidade participou com outras 75 organizações sociais do Edital 001/2012 de ‘Apoio a Projetos Produtivos para Mulheres Rurais’, quando foram selecionadas pelo Governo do Estado um total de 34 organizações sociais de 27 municípios baianos.

No edital 001/2012 as instituições selecionadas pelo Governo do Estado dividiram o montante de R$ 3 milhões, cabendo R$ 1,4 milhão à Setre, R$ 1,2 milhão à Secretaria da Agricultura (Seagri) e R$ 400 mil à Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). No total, foram selecionadas 34 organizações sociais dos municípios de Nordestina, Biritinga, Feira de Santana, Ichu, Inhambupe, Novo Triunfo, Serra Preta, Ribeira do Pombal, Presidente Tancredo Neves, Saubara, Cansanção, Jeremoabo, Araci, Santa Luz, Laje, Ibirapitanga, Valença, Vera Cruz, São Domingos, Itiúba, Maraú, Senhor do Bonfim, Condeúba, Conceição do Coité, Valente, Sátiro Dias e Serrinha.

Os benefícios do Governo do Estado foram repassados para as entidades, de acordo com os requisitos do edital. O valor de cada projeto corresponde à quantidade de mulheres no grupo, sendo R$ 3 mil por integrante. O valor total ficou entre R$ 30 e R$ 90 mil para cada instituição selecionada. Os recursos são oriundos do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza do Estado da Bahia (Funcep), do Tesouro do Estado ou de outras fontes captadas pelo Estado da Bahia, sob a forma de doação ou empréstimo.

Atividade

A mariscagem é uma atividade milenar, que tem baixo impacto ambiental. Em áreas costeiras, como Bom Jesus dos Pobres, as atividades de catação e mariscagem ficam a cargo das mulheres, ainda que a elas sejam conferidos menor reconhecimento e remuneração dentro do sistema produtivo. O trabalho das marisqueiras é exercido de forma agachada e com utensílios artesanais. As condições de trabalho compreendem jornadas iniciadas antes do amanhecer, nos mangues e praias, e que se alongam no decurso do dia, no ambiente doméstico, no beneficiamento dos mariscos.

No período de baixa estação, a atuação exploratória do intermediário faz com que as mulheres sejam prejudicadas na sua remuneração, porque trocam toda a produção do dia por alimentos não-perecíveis. A economia local na localidade baseia-se nos circuitos de veranistas entre os meses de dezembro e abril, quando a demanda por mariscos aumenta e a venda é efetivada diretamente para o consumidor final, com preços justos. Daí a sua importância socioeconômica para as comunidades costeiras na Bahia.


Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.