• Prêmio de boias práticas 2017
  • Banner Recadastramento do Servidor

Notícias

01/09/2016 08:30

“Caravana Cravos e Rosas na Paz!” chega a Camaçari e fortalece luta pelo enfrentamento à violência contra as mulheres

Foi realizada ontem (31), a primeira edição do projeto “Caravana Cravos e Rosas na Paz! Unidos pelo Fim da Violência contra a Mulher”, na cidade de Camaçari. As atividades aconteceram na Escola Professor Luís Rogério de Souza, no bairro Gleba C.

A Caravana levou para a população local as seguintes ações e atividades: oficinas de gênero e violência contra a mulher; intervenções culturais, como a apresentação de uma roda de samba local e do grupo de capoeira Engenho; testagem de HIV/Sífilis; artesanato de artistas do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM); além de proporcionar a reafirmação do Pacto Estadual pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e do compromisso com o fortalecimento do Comitê Municipal de Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher.

A primeira edição contou com um Ato institucional, que teve a participação da Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia, Olívia Santana. Diversas autoridades também estiveram presentes, dentre elas: a Representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman; a Gerente e a Coordenadora de Projetos do Instinto Avon, Daniela Grelin e Mafoane Odara respectivamente; a Secretária de Governo de Camaçari, Leda Duarte, que na ocasião representou o Prefeito do município, Adelmar Delgado das Chagas; a Secretária Suzana Lima da Secretaria de Políticas para as Mulheres de Camaçari; o Secretário de Saúde de Camaçari, Washington Couto; a Delegada Titular da Delegacia Especializada de Atenção à Mulher de Camaçari, Florisbela Rodrigues; o representante do 12º Batalhão da Polícia Militar de Camaçari, Capitão Danillo Freire; e a Presidenta do Conselho Municipal de Mulheres, Kátia Contreiras.

A Secretária Olívia Santana afirmou que a “Caravana Cravos e Rosas na Paz!” faz parte do conjunto de ações que o Governo da Bahia vem realizando com relação ao enfrentamento à violência contra as mulheres no estado, que tem foco na proteção às mulheres vítimas de violência, mas também na conscientização dos homens e da sociedade de um modo geral, sobretudo, através da educação, do respeito e do engajamento da família.

A gestora destacou também a implantação da Operação Ronda Maria da Penha em Camaçari, ação que está sendo desenvolvida pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) e a Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA), com previsão de instalação no município ainda este ano. A Secretária finalizou a sua fala propondo um desafio para o público presente: unir esforços para ampliar a mobilização dos homens pelo fim da violência contra a mulher.

A Secretária de Governo, Leda Duarte, agradeceu por Camaçari ter sido escolhida como a primeira cidade a receber a Caravana, e ressaltou os investimentos que vêm sendo realizados pelo município para a luta pelas políticas públicas para as mulheres.

A Gerente do Instituto Avon, Daniela Grelin, também fez uma fala afirmando sobre a importância da Caravana para a emancipação das mulheres locais, e ressaltou que na primeira edição ficaram nítidos o engajamento da cidade e o desejo da população de usufruírem das oportunidades que serão geradas pelo projeto.

Já a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, afirmou ser uma grande satisfação estabelecer uma parceria com o Governo da Bahia, através da SPM-BA, e frisou que um dos recortes da Caravana é também o diálogo sobre o enfrentamento à violência contra as mulheres nas escolas.

A primeira edição foi encerrada com uma apresentação do grupo de teatro “Rosas da Democracia”, formado apenas por mulheres, que abordou temas como: a importância da denúncia de violência contra a mulher; o empoderamento feminino; e a necessidade de fortalecimento da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher.

A Caravana é uma realização da SPM-BA, em parceria com o Instituto Avon, e conta também com o apoio da ONU Mulheres no Brasil e do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher da Bahia (CDDM). Nesta primeira edição contou também com a parceria da Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.


Ascom SPM-BA
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.