• Prêmio de boias práticas 2017
  • Banner Recadastramento do Servidor

Notícias

21/09/2017 15:00

Campanha Respeita as Mina é lançada pelo Comitê de Mulheres da UESC

Com a presença da comunidade acadêmica e sociedade civil, a campanha de enfrentamento à violência contra as mulheres do Governo do Estado, Respeita as Mina, foi lançada pelo Comitê de Mulheres da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, no Sul da Bahia. O evento aconteceu na noite da terça-feira (19), com a participação da titular da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira.

O encontro teve início com a exibição do documentário Por Elas, realizado por estudantes do curso de Comunicação Social da universidade. A película apresenta histórias reais de mulheres que sofreram algum tipo de violência em relacionamentos abusivos.

Durante sua fala, a secretária Julieta Palmeira elogiou a ideia pioneira da UESC em criar o Comitê de Mulheres. “Essa iniciativa deveria ser implantada em todas as universidades porque a violência contra as mulheres acontece nos mais diversos segmentos da sociedade. A violência não é só um caso de polícia, é da sociedade também”. A secretária declarou, ainda, que é necessária a criação de um termo de cooperação para que o comitê da UESC integre a Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.

Reitora da UESC, Adélia Maria de Carvalho agradeceu a parceria com a SPM-BA sobre uma temática tão importante como o enfrentamento à violência contra as mulheres. “Essa campanha será estendida para toda a população, não apenas para a comunidade da UESC. A violência não é só física e nos atinge desde o nascimento, em alguns casos. Precisamos estar alertas para os indícios de qualquer tipo de agressão, seja física, psicológica ou verbal”.

Emerentina Costa e Silva, representante dos movimentos sociais, trouxe dados importantes sobre as mulheres que residem na Região Litoral Sul, composta por 26 municípios, dentre os quais Ilhéus. “37% vive em situação de extrema pobreza e apenas 5% tem nível superior. Ou seja, a pobreza tem cor e sexo: mulheres e negras. A violência contra essa parcela da população é enorme e precisamos olhar para elas”.

Coordenadora do Comitê de Mulheres da UESC, a professora doutora Flávia Alessandra de Souza afirmou que o grupo tem a missão de estabelecer parcerias e ações para o enfrentamento da violência contra as mulheres. Ao final da mesa de abertura, houve apresentação da companhia de dança A.rrisca.

Além da presença de estudantes e professores da UESC, o lançamento da campanha Respeita as Mina contou com a presença da comandante d Ronda Maria da Penha da Polícia Militar, major Denice Santiago, de representantes da Defensoria Pública de Ilhéus, secretarias municipais de Educação, Ronda Maria da Penha de Itabuna, entre outros órgãos.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.