• Sei Bahia

Notícias

06/12/2017 13:30

De janeiro a setembro, Bahia registra mais de 37 mil casos de violência contra as mulheres

Dados da Coordenação de Documentação e Estatística Policial – CDEP da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informam que, de 1º de janeiro a 30 de setembro deste ano, o estado registrou 37.260 casos de violência contra as mulheres. As informações contabilizam mulheres maiores de 18 anos.

Desses, 38 foram casos de feminicídio registrados em todo o estado, sendo cinco em Salvador. Foram registrados, também, 206 homicídios dolosos na Bahia: 29 na capital. As tentativas de homicídio foram 304, sendo 33 em Salvador. Já os casos de estupros atingiram 407 mulheres baianas, sendo 85 em Salvador; foram 11.946 lesões corporais, 2.946 em Salvador; e 24.359 ameaças, sendo 5.107 em Salvador.

Para a secretária Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA), Julieta Palmeira, é preciso dar visibilidade a esses dados, pois existe o fator da subnotificação já que nem toda violência contra as mulheres é registrada. “É importante mostrar esses números para que não se naturalize a violência. Sem dúvida, a aplicação com rigor e celeridade da Lei Maria da Penha e da Lei do Feminicídio é dever do estado e uma necessidade para que se possa punir o agressor”, avalia.

Segundo ela, é necessário desconstruir a cultura sexista que coloca a mulher em situação de submissão ao homem. “O machismo está na raiz da violência contra as mulheres. É preciso fortalecer as iniciativas de sensibilização nos municípios e escolas. Temos feito isso com as ações da SPM do projeto Respeita as Mina. Além disso, as mulheres necessitam ser empoderadas para superar a subrepresentação feminina nos espaços de decisão da sociedade e para que esse processo de desconstruir a cultura machista se acelere”, conclui.

Denúncias sobre casos de violência contra as mulheres podem ser feitas em qualquer delegacia, nas unidades especializadas ou através da central de atendimento à mulher, pelo número 180.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.