• RH Bahia

Notícias

13/12/2017 18:00

Ação contra assédio impressiona passageiros no metrô de Salvador

Iniciativa inédita na Bahia, a ação “As Mina no Metrô” surpreendeu usuárias e usuários do Metrô de Salvador nesta quarta-feira (13). É que a Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA) promoveu uma ação de conscientização e combate ao assédio nos transportes coletivos, com a performance das atrizes do grupo Deslimites e das palhaças do Nariz de Cogumelo. A atividade contou com o apoio da CCR Metrô Bahia e Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) por meio da Companhia de Transportes da Bahia (CTB).

A ação teve início na Estação Rodoviária, com a entrega de adesivo Respeita as Mina, campanha de enfrentamento à violência contra as mulheres do Governo do Estado. De lá, o grupo – formado por secretárias e deputadas estaduais, delegadas e integrantes dos movimentos de mulheres – seguiu até a Estação Mussurunga.

Durante o percurso, as bailarinas do Deslimites apresentaram parte do espetáculo ‘Há Violência no Silêncio?’, que retrata a dor vivida silenciosamente pelas mulheres, simbolizadas em expressões e experiências corporais. Quem estava no trem ficou impactado com a apresentação, que foi realizada também no retorno à Estação Rodoviária.

Para a titular da SPM-BA, Julieta Palmeira, a iniciativa atingiu seu objetivo. “Conseguimos impactar a população e chamar a atenção para a importância em combater a violência e o assédio nos transportes coletivos. As mulheres representam grande parte da população que utiliza o transporte coletivo e o registro de assédio é muito grande.” Segundo pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgada esse ano, 10,4% das mulheres - o equivalente a 5,2 milhões - já foram assediadas fisicamente no transporte público do País.

Ao retornar à Estação Rodoviária do Metrô, as atrizes do Deslimites realizaram outra performance para os transeuntes. Já as palhaças do Nariz de Cogumelo chamaram a atenção para o combate ao assédio nos transportes. Presente no ato, a delegada da DEAM de Brotas, Heleneci Souza, falou da surpresa em participar de um ato tão relevante. “Em todos esses anos de polícia e defesa das mulheres, nunca participei de um evento como esse. A SPM está de parabéns e que mais iniciativas como essa sejam realizadas”.

Integrante do Deslimites, Maju Passos, acredita que a ação foi necessária para que as pessoas falem sobre as mulheres que sofrem violência no transporte público. “Essa é uma ação que empodera as mulheres e nos faz agir na coletividade. Que bom que uma secretaria tenha realizado isso.”

Alessandro Nunes, colaborador da CCR Metrô Bahia, salientou a importância da realização do ato. “Essa atividade, que também é voltada para a educação e conscientização dos homens, é algo necessário na sociedade. A CCR agradece por fazer parte dessa ação”. Vale salientar que não existe nenhum registro oficial de assédio no metrô de Salvador.

A iniciativa contou com a presença das secretárias estaduais do Trabalho, Emprego e Renda, Olívia Santana; de Promoção da Igualdade Racial, Fábya Reis; e de Desenvolvimento Urbano, Jusmari Oliveira, das deputadas estaduais Luísa Maia, Neusa Cadore, Maria Del Carmen e Fátima Nunes. Estiveram presentes, ainda, a delegada da DEAM de Periperi, Vânia Matos; da defensora pública Raíssa Louzado; Vivian Queiroz, da banda Didá; representantes da Secretaria de Educação e de Relações Institucionais, do Hospital da Mulher, Bahiagás, Comissão de Mulheres da OAB-BA, de centrais sindicais e movimentos estudantis e de mulheres.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.