• Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário
  • Banner Racismo

Notícias

02/12/2019 17:10

CDDM divulga nota sobre feminicídio em Cachoeira

Nota Pública do CDDM BA

          O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher do Estado da Bahia manifesta seu repúdio ao brutal assassinato da estudante da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Elitânia de Souza da Hora. Estudante de Serviço Social da instituição, prestes a defender seu trabalho de conclusão de curso sobre a temática da violência contra as mulheres, Elitânia foi acometida pelo problema social ao qual se debruçou.

         Esse caso é mais um entre tantos casos de feminicídio, que reforçam a importância de campanhas sociais como a dos “21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”. O número de mortes e violências contra as mulheres vem crescendo consideravelmente no país e as mulheres negras são as principais vitimadas. Como pensar em uma sociedade mais equânime, em que a violência de gênero seja erradicada, se os nossos direitos estão sendo questionados? Os recursos para a políticas públicas estão sendo cortados à revelia dos indicadores sociais que nos mostram a eminente necessidade de intervenção em aspectos da violência, que é produto de masculinidades nocivas e de violência naturalizada.

         Em meio a esse episódio lastimável, esperamos encarecidamente que as instâncias judiciais e cabíveis compreendam a gravidade e natureza do feminicídio e sejam estruturas parceiras no combate a um problema social que se agrava nacionalmente. Esse é um, entre tantos outros casos, em que as medidas protetivas não foram eficazes como instrumentos de garantia da vida e da integridade física e psicológica dessas mulheres.

Ao fim da gestão 2015-2019 o CDDM BA identifica a necessidade de continuarmos lutando incansavelmente pela equidade e combate à violência contra as mulheres.

 

Salvador, 29 de novembro de 2019

Conselheiras do CDDM

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.